Home » Blog Ethos Animal – Comportamento e Bem-estar » tipos de felinos

Tag: tipos de felinos

Conheça as particularidades de 10 raças de gatos

Para quem ama o mundo dos felinos, conhecer melhor as raças de gatos nunca é demais. Pensando nisso, elaboramos uma lista com 10 raças que os cat lovers não podem deixar de conhecer – seja pelas características de personalidade ou pela bela e atraente pelagem destes bichanos tão cativantes. Conheça, a seguir, um pouco mais sobre as particularidades de algumas das raças mais interessantes do mundo felino:

.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Bengal

Originário da Ásia, o Bengal é produto da mistura entre um gato doméstico e um felino selvagem (Leopardo Asiático), exibindo uma pelagem linda e que se assemelha muito à dos leopardos. Embora tenha passado por diversas mutações ao longo das suas diferentes gerações, a raça ainda mantém uma série de características de destaque, como as manchas bem marcadas, a cabeça triangular, o queixo bem desenhado e a musculatura forte em todo o corpo. Considerado doméstico a partir de sua quarta geração, o gato Bengal é afetuoso, muito inteligente e um ótimo nadador, podendo conviver bem com crianças e pessoas de todas as idades. Embora também interaja bem com outros gatos, isso só ocorre quando o outro felino não desafia a sua posição de “gato alfa” – caso contrário, se torna agressivo para defender seu lugar (vencendo a briga na maioria das vezes, já que é um animal bastante forte e ágil).

.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Maine Coon

Considerada a raça dos maiores gatos do mundo, a Maine Coon é tida como a segunda mais popular em todo o mundo. Conhecida como a raça dos gatos gigantes, é dona do recorde de maior felino do mundo, graças ao gato Mymains, de Nevada (nos Estados Unidos), que mede impressionantes 1,23 metros. Caracterizado por pelos bem longos e seu porte gigantesco, o Maine Coon é produto da mistura entre as raças American Shorthair e Angorá, ganhando popularidade na América do Norte a partir da década de 1950. Com uma pelagem mais fácil de cuidar que a maioria dos gatos de pelos longos e que pode variar em até 60 cores, a raça é bastante ativa, fiel, companheira e brincalhona. Seus olhos podem ser verdes, amarelos ou cobre, e não é raro encontrar gatos Maine Coon com olhos de cores diferentes – o que o torna ainda mais interessante.

.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Ragdoll

Extremamente carinhosa e carente, a Ragdoll é uma raça que necessita de muito afeto e atenção para viver bem; e até corre o risco de adoecer caso passe muito tempo sem companhia. Seu nome (que, na tradução, significa “boneca de pano”) foi dado pela moleza dos filhotes da raça quando colocados no colo de seus donos, sendo que os Ragdoll já foram reconhecidos oficialmente desde a sua primeira linhagem, em meados dos anos 60. Considerada bastante rara fora dos Estados Unidos, a raça é dócil e amigável, podendo interagir muito bem com crianças. Dono de uma pelagem vasta e longa, o gato Ragdoll necessita de cuidados diversos de escovação, e pode custar até R$ 5 mil em criadores do Brasil. Grandão, o felino da raça pode atingir até o triplo do tamanho de um gato normal – sendo que seus olhos são azuis e sua expectativa de vida gira em torno dos 20 anos.

.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Persa

Dono de um dos nomes felinos mais conhecidos, o gato Persa é bem sociável e carinhoso, podendo viver bem nos mais diversos ambientes e com as pessoas mais diferentes. Extremamente curioso, é um gato que precisa de atenção por parte de seus donos, já que não é difícil entrar em confusão por querer explorar novos horizontes. Preguiçoso e bem quieto, o Persa é chamado por muitos de “Tigre de Sofá”, e é dono de um corpo robusto e uma pelagem bem longa, que pode variar em uma grande quantidade de cores, assim como seus olhos – que são bem grandes e redondos.

.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Siamês

Muito popular em todo o mundo, o gato Siamês é um felino bastante imprevisível; porém, extremamente carinhoso e protetor com seus donos. Independentes, apreciam atividades que possam fazer sozinhos e, mesmo também gostando de brincar com pessoas, não é indicado que haja insistência para isso, já que ele pode se tornar um tanto agressivo. Pouco sociável com estranhos, o Siamês tem uma pelagem curta e que exige poucos cuidados sendo o seu corpo elegante, de tamanho médio e musculatura forte. Podendo variar entre cores que incluem chocolate, gelo e azul, o gato Siamês destaca pigmentação apenas nas extremidades – na região da face, orelhas, patas e cauda. Embora não se saiba com certeza, acredita-se que a raça é originária da Ásia.

.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Russo Azul

Originário da Rússia, como já mostra o seu nome, o gato Russo Azul é inteligente, calmo e brincalhão, sendo capaz de aprender diferentes comandos e, inclusive, abrir portas. Por ser bastante reservado, exige certo esforço para criar laços fortes com seus donos – no entanto, feito isso, se torna extremamente apegado, seguindo seu dono por todos os cantos. Também conhecido pelo nome de gato Maltês, o Russo Azul tem orelhas pontiagudas e de espessura muito fina, exibindo olhos verdes quando adultos e amendoados quando mais novos. Sua pelagem é de cor azulada e, embora destaque algumas marcas visíveis quando filhote, torna-se lisa na fase adulta, sendo de comprimento curto e espessura fina. Seu corpo é médio e alongado, sua cauda é longa e a cabeça é pequena.

.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Sagrado da Birmânia

Considerada uma das mais belas raças do mundo, a Sagrado da Birmânia tem pelagem de comprimento médio e cobertura com pigmentação na face, orelha e cauda, sendo suas patas brancas (chamadas por muito de luvas). Dócil, o gato dessa raça é bem companheiro e amoroso, e vive bem com crianças e pessoas de todas as idades. Seu tamanho é médio e o corpo é bem proporcional, sendo que seus olhos são bem redondos e azuis. A pelagem pode variar em cerca de seis cores diferentes, incluindo lilás, chocolate e bege, e tem uma textura bem sedosa. Descendente de linhagens criadas em templos budistas, o Sagrado da Birmânia tem uma lenda famosa que ronda sua origem – e diz que seu corpo (que seria completamente branco) tomou as pigmentações que lhe são características após ter velado um monge assassinado e fixado seu olhar na deusa Tsun Kyan Kse.

.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Ashera

Tido como um dos gatos mais raros do mundo, o Ashera é, também, o felino mais caro do universo, sendo que um exemplar da raça com marcas raras já foi vendido por cerca de R$ 250 mil. Podendo ser comparado a um “tigre miniatura”, este gato é resultado da mistura entre bichanos domésticos e felinos selvagens – incluindo nomes como Leptailurus Several, Prionailurus Benmgelensis e Felis Catus. Criado em laboratórios nos Estados Unidos, o gato Ashera é modificado geneticamente, e há, inclusive, exemplares da raça tidos como “hipoalergênicos” (embora a veracidade desse fato seja pouco provável). Podendo chegar a até um metro de comprimento e pesar até 15 kg, o gato Ashera é considerado um dos maiores felinos do mundo – embora não seja maior que os gatos da raça Maine Coon.

.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Sphynx

Conhecido pela aparência pelada e popularizado como o pet de Dr. Evil, no filme Austin Powers, o gato Sphynx é caracterizado por ter seu corpo coberto por pelos finíssimos e muito curtos, que são imperceptíveis. Originário do Canadá, o felino pode ser encontrado em uma variedade de cores – como preto, vermelho, cinza e creme, entre outras – e a falta de pelos se estende até mesmo ao bigode, inexistente no animal. Dono de uma temperatura corporal maior que a dos outros felinos, o gato da raça Sphynx é bastante sensível ao frio – e, no sol, deve usar protetor solar para evitar queimaduras na pele. Sua personalidade é bem peculiar, e quem tem um em casa diz que pode ser comparada à de um cachorro – tamanha fidelidade e amor que pode dar.

.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

British Shorthair

Originária da Grã-Bretanha, como já diz o seu nome, a raça British Shorthair é caracterizada por uma pelagem curta, firme e densa; tida por muitos como similar à uma capa de pelúcia. Considerado um felino robusto (com peso de até 10 kg), este gato tem orelhas separadas e arredondadas, cabeça grande e peito largo, sendo suas pernas curtas e sua cauda bem peluda. Tranquilo, o gato British Shorthair não tem um temperamento destrutivo e vive bem em ambientes como apartamentos – sendo bastante brincalhão, porém, controlado. Dificilmente visto subindo em cortinas ou móveis, é um gato que gosta do chão e, por ser bastante apegado aos seus donos, não é raro segui-los por onde quer que forem, em busca de carinhos.